Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADES): instrumento de soluções colaborativas para a educação ou uma nova estratégia de expansão e de controle do mercado educacional?

Elma Júlia Gonçalves Carvalho

Veja o Artigo

Resumo

Neste artigo, apresentam-se reflexões sobre os “Arranjos de Desenvolvimento da Educação” (ADEs), tomando como caso específico a proposta da Associação de Municípios da Grande Florianópolis (GRANFPOLIS) em parceria com o Instituto Positivo. O entendimento geral é de que, na perspectiva de influenciar o sistema nacional de educação, tais arranjos seriam um instrumento de gestão pública para fortalecer e implementar o regime de colaboração, cuja finalidade seria a melhoria da qualidade social da educação brasileira. O modelo insere-se no contexto de regulamentação de novas formas de cooperação entre os entes federados, incluindo os institutos e fundações ligados a empresas privadas e organizações diversas. No entanto, mais do que um instrumento de soluções colaborativas, essa modalidade de parceria configura uma nova estratégia de influência direta do setor privado na gestão da educação pública e, ao mesmo tempo, de expansão e controle do mercado educacional.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2017. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões